Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Fazer a ponte...

por José Henrique Cunha, em 23.07.10

Ultimamente, pessoas com responsabilidade institucional e outras como simples cidadãos interessados têm dito que a questão da marca Caldas das Taipas Vila Termal ou Capital da Cutelaria não é nenhuma guerra, pelo contrário, poderão complementar-se.

 

Há quem diga que esta vila tem demasiadas associações, para uns é sinal de vitalidade, para outros é sinal de divisão para reinar.

 

Há quem considere que a recuperação do centro da vila é essencial e deve ser profunda, que se deve acabar com a circulação rodoviária. Outros consideram que deve continuar a circulação de viaturas com a construção de um parque de estacionamento subterrâneo no centro da vila. Entre muitas outras ideias.

 

Há quem defenda que a Taipas Turitermas deveria adquirir terrenos contíguos ao actual parque de lazer e pensar, com esse novo contexto, a requalificação e reorganização de todo o património e infra-estruturas ali presentes. Outros defendem que é urgente recuperar e reabilitar tudo e depois pensar no alargamento.

 

Uns defendem a autonomia de Caldas das Taipas com a criação de um concelho, outros a elevação da vila a cidade, outros ainda, não vêem necessidade de se alterar nada.  

 

E muitos outros assuntos relevantes são objecto de discussão na comunidade política e na sociedade civil.

 

Urge pensar e perspectivar o futuro de Caldas das Taipas no primeiro quarto deste século XXI. O ambiente político local não é o melhor, os ânimos andam acirrados, o novelo tem muitas pontas soltas que andam a ser puxadas em sentidos diferentes. Daqui a pouco não há novelo.

 

Neste contexto, parece-me que seria positivo e decisivo constituir um grupo de trabalho apartidário, com individualidades da vila e fora dela, preparadas para os vários temas, para pensar, projectar e elaborar um documento mestre de desenvolvimento para Caldas das Taipas.

 

A Assembleia de Freguesia é o poder institucional melhor posicionado para legitimar a constituição deste grupo de trabalho. Os partidos com assento na Assembleia de Freguesia, os senhores deputados, prestariam um grande serviço público à vila se conseguissem o entendimento necessário sobre esta matéria, com o compromisso de se submeterem às linhas orientadoras e conclusões que este grupo de trabalho apresentasse. Com o compromisso de se baterem por este documento mestre junto do executivo da Junta de Freguesia, Câmara Municipal, Taipas Turitermas e outras entidades porventura necessárias.

 

Fazer a ponte… para o entendimento colectivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



José Henrique Cunha

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Links

CEC 2012

Informação