Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




TUG e Acessibilidades

por José Henrique Cunha, em 05.03.10

Transportes Urbanos de Guimarães (TUG)

 
Afinal o que não era possível há uns meses pelos vistos agora é.
António Magalhães, quando confrontado com queixas sobre a deficiente abrangência dos TUG, várias vezes se desculpou com o facto da CMG ter um vínculo contratual que não deveria interromper. Há cerca de um mês, o próprio, em reunião de Câmara, anunciou a denúncia desse mesmo contrato para renegociação. Pelos vistos, outros valores se levantaram, é preciso modernizar e melhorar o serviço público que os TUG presta. Se não fosse a CEC 2012 provavelmente a urgência em rever condições não existiria.
 
Como já referi neste blogue, “um serviço público, como é o caso dos TUG, tem o dever de assistir os cidadãos que pagam impostos, servir todos os que precisam de transporte e não apenas alguns. Não se percebe como Caldas das Taipas, um dos maiores e importante centros urbanos do concelho, e agora com o Avepark, não é contemplado com este transporte colectivo público. Não se trata de servir unicamente a Vila pois esta medida teria efeitos muito positivos na população que gravita em seu redor”.
 
Espero que esta renegociação seja profunda e reponha a justiça ao cobrir de forma efectiva e com horários apropriados às necessidades dos residentes a norte do rio Ave.
 
Ligação viária entre Guimarães e Caldas das Taipas
 
Não sou defensor da abertura de um nó na auto-estrada A11 de acesso à vila de Caldas das Taipas.
Primeiro porque esse nó, conforme esteve projectado, seria em Brito e portanto não serviria os interesses da vila, e segundo porque com a actual implantação do troço da auto-estrada não há objectivamente condições para se aproximar suficientemente um nó de ligação à vila.
A prioridade deveria passar por criar condições suficientes a uma fluidez rápida na N101 com uma ligação directa à entrada da A11 em Silvares.
Não vejo necessidade da construção de uma nova via, chamada rápida, entre a sede de concelho e a nossa vila.
A repavimentação, alargamento e construção de túneis nos pontos negros da actual N101, são eles S. João de Ponte e Fermentões, resolveriam a fluidez de trânsito.
 
 
O que se pode dizer pode ser dito claramente; e aquilo de que não se pode falar tem de ficar no silêncio
Fonte: "Tratado Lógico-Filosófico" - Ludwig Wittgenstein

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

De Anónimo a 05.03.2010 às 22:37

Concordo contigo em que os serviços dos TUG devam ser extendidos às Taipas, com um horário e uma cadência, de modo a poderem ser uma alternativa válida às deslocações de automóvel.
Quanto ao nó da Auto-estrada só por provincianismo é que podemos pensar ser uma mais valia para a nossa Vila. Agora que devemos ter um acesso ao nó de Silvares mais rápido e uma indicação na saída da Autoestrada de Termas de Caldas das Taipas ( Placard informativo cor castanha que vemos nas saídas para outras localidades).
Nuno Dias de Castro

Comentar post



José Henrique Cunha

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Março 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031



Links

CEC 2012

Informação