Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Sabedoria Popular

por José Henrique Cunha, em 19.10.09

As autárquicas realizadas no passado dia 11 de Outubro ditaram uma clara maioria absoluta de Constantino Veiga na Assembleia de Freguesia de Caldelas, bem como, a melhor votação de António Magalhães na sua sexta reeleição como presidente da Câmara Municipal de Guimarães. Duas votações com resultados expressivos mas que demonstram vontades completamente antagónicas: a expressa pelos eleitores taipenses e outra pelos vimaranenses na generalidade do concelho.

 

Como diz um provérbio popular: Os ignorantes, que acham que sabem tudo, privam-se de um dos maiores prazeres da vida: APRENDER.

Destas eleições há que tentar aprender a lidar com a população que de quatro em quatro anos é chamada a votar. Não me parece correcto, numa salutar cultura democrática, promover juízos de valor sobre o eleitor. O eleitor não é bom quando nos dá vitórias nem é mau quando nos dá derrotas.

 

Em Caldas das Taipas os resultados não deixam margem para dúvidas nem ambiguidades nas ilações a retirar. Os taipenses votaram claramente contra António Magalhães e o Partido Socialista. Mais, muitos eleitores que não se identificam com o PSD ou Constantino Veiga, e que votaram noutras forças políticas em 2005, decidiram-se desta vez pelo voto útil, de protesto, contra o PS de António Magalhães. Os 407 votos que CDU, BE/MTAC e CDS perderam são bem sintomáticos dessa realidade.

 

Caldas das Taipas não é um caso sem explicação no concelho de Guimarães. Esta vila é o principal pólo urbano do concelho de Guimarães, onde existe uma cooperativa que detém todo o património de maior relevo da vila estando a sua gestão entregue a gentes da vila sobre a tutela da edilidade vimaranense.

 

Os taipenses não trocarão promessas do PSD pelas promessas do PS. Poderão sim trocar promessas do PSD por obra feita do PS através da Taipas Turitermas na requalificação do seu património. Poderão trocar as promessas e o populismo do PSD pela requalificação do centro da vila, ainda que efectuada no mandato de Constantino Veiga, mas com o orçamento da Câmara Municipal de Guimarães.

 

Seria muito mau, com desfecho muito incerto, se daqui a dois anos a requalificação do centro não estivesse no terreno. Esta obra não é uma prioridade do PS ou PSD, é uma prioridade da vila e dos seus habitantes. Estou em crer que os taipenses perceberiam muito mal a não execução desta obra por meras questões de divergência política.

 

No passado dia 11 de Outubro, a sabedoria popular de uma forma ordeira enviou um recado a quem governa este concelho e aos que detém o poder executivo na Taipas Turitermas. Cabe a estes demonstrarem ter sabedoria para inflectir um rumo que põe em perigo a coesão do concelho. Têm a faca e o queijo na mão, não há mais tempo para retóricas.  É preciso agir! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



José Henrique Cunha

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Links

CEC 2012

Informação