Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Cândido Capela Dias

por José Henrique Cunha, em 02.10.09

Começando pelo fim, terminaria dizendo que não vejo nenhuma razão objectiva para alterar o voto que expressei na urna nas autárquicas realizadas em 16-12-2001 e em 9-10-2005. Votei na lista encabeçada por Cândido Capela Dias e assim farei no próximo dia 11.

 

Quando votamos não estamos somente a votar na perspectiva de ver realizadas promessas e projectos, estamos também a avaliar o passado político, quando existe, de quem se submete a sufrágio. Confesso que, no actual quadro de candidatos à Assembleia de Freguesia de Caldelas e na mais que certa reeleição de António Magalhães a Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, tenho muita dificuldade em perspectivar o futuro desta vila.


Porquê que não vejo nenhuma razão objectiva para alterar o meu voto?

 

- Comungo da ideia de muitos taipenses, de quadrantes políticos diferentes, que de uma forma assídua marcam presença nas sessões da Assembleia de Freguesia ou se mantêm informados sobre o que lá aconteceu. Foram quatros anos sem brio político, de baixo nível, em que não se passou da querela político-partidária. A única excepção foi o deputado da CDU, Cândido Capela Dias, que ao longo destes oito anos, com virtudes e defeitos como qualquer ser humano, pautou a sua presença pela dignidade, respeito, falando claro sem uso à técnica, tantas vezes utilizada neste mandato, de manchar o bom nome das pessoas.

 

- Constantino Veiga não tem objectivamente condições políticas para governar os destinos de Caldas das Taipas tal foi o fosso que cavou entre ele e António Magalhães. Acresce o facto destes dois senhores confundirem a sua relação pessoal com a relação institucional. Agrava-se ainda mais o erro quando estes mesmos senhores põem os seus problemas pessoais e político-partidários acima da salutar cooperação institucional necessária e desejável.

Constantino Veiga não percebeu a dimensão do lugar que ocupa nem a dimensão da instituição que representa e na sequência de uma estratégia inexistente, andou à deriva ao longo destes quatro anos sem conseguir edificar nenhuma das obras emblemáticas que prometera. Mas parece que o PSD não aprendeu a lição, continua a insistir no seu programa eleitoral em projectos que a Junta de Freguesia não tem competência legal, nem orçamental para os levar por diante.

Como se isso não bastasse houve demasiados erros na gestão corrente da Junta em que o executivo nem sempre conseguiu dar uma resposta pronta e clara sobre negócios e medidas levados a cabo neste mandato.

 

- O movimento Por Amor às Taipas padece de um pecado original. Dá corpo a uma candidatura com as insígnias de um partido liderado, a partir de Guimarães, por gente que objectiva e factualmente têm devotado Caldas das Taipas a um certo laxismo premeditado. Só com alguma ingenuidade não se percebe que dar força ao Partido Socialista local é dar força a uma forma de fazer política e estratégia de desenvolvimento para o concelho que não abona a favor das freguesias e muito menos a favor de Caldas das Taipas.

Mas o passado recente deste movimento não lhe é também favorável. Os deputados socialistas que exerceram funções na Assembleia de Freguesia, no qual se inclui o actual candidato socialista, Ricardo Costa, contribuíram, e de que maneira, para o mau filme que foram estes últimos quatro anos a que me refiro no primeiro ponto.

Mas há mais. O anúncio dos 50 mil euros para o arranjo exterior do Centro Pastoral e o anúncio da edificação do Lar de Idosos evidenciam um atropelo inaceitável no normal relacionamento institucional, instrumentalização de instituições com finalidade eleitoralista como ficou bem patente com a propaganda política em meios de divulgação que suportam a candidatura socialista. Isto configura uma forma de fazer política com a qual não me identifico.

Por último, o programa eleitoral não é realista porque não é concretizável em quatro anos, nem em oito. Isto configura o pior que há na política actual, criar falsas expectativas.

 

- Sem desprimor pelo BE e CDS mas sobre estes não há passado político, e na minha opinião, não haverá futuro.

 

Todos estão mais ou menos de acordo quanto às necessidades primárias de Caldas das Taipas. Todos falam da requalificação do centro, do parque de lazer, do rio, das piscinas, do parque de campismo, Taipas Turitermas, etc, etc, etc. O problema está na forma de o fazer.

 

Falta a Caldas das Taipas alguém que ponha ordem no relacionamento institucional entre a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal de Guimarães. Precisamos de respeito e acabar com este regabofe sem que isso implique ajoelharmo-nos ao poder, nem em contra ponto, comprar guerras inúteis e inconsequentes. Acima de tudo bom senso fazendo uso com proporcionalidade do poder reivindicativo que representa ter o apoio da população.

 

O resultado que eu mais gostaria de ver nas próximas autárquicas? Aquele que acredito convictamente melhor serviria os interesses de Caldas das Taipas?

Seria António Magalhães perder a maioria absoluta e Capela Dias a presidente da Junta de Freguesia de Caldelas dividindo o poder executivo com o Partido Socialista.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De Quim Vilas a 02.10.2009 às 11:50

Amigo Henrique:
Como compreendes não vou emitir opinião, sobre as tuas opiniões - passe a redundância - relativamente ao mandato anterior, nem quanto ao que nos espera no futuro. Nem tão pouco vou dizer, que tens ou não razão.
Quero apenas manifestar-te o meu apreço, por teres assumido sem tibiezas, o candidato que, achas, melhor pode servir as Caldas das Taipas.
Mais. Melhor que ninguém, posso avaliar o quão difícil terá sido, tomar a posição que tomaste, tendo os laços familiares que a Sandra tem.
Um abraço com amizade,

Quim Vilas (porque és Amigo).

De Cândido Capela Dias a 02.10.2009 às 12:39

Obrigado, Henrique. Que o seu sonho se concretize, para bem das Taipas. Só espero que se tal acontecer eu saiba e consiga não defraudar quem em mim confia.
Abraço
Capela

Comentar post



José Henrique Cunha

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Links

CEC 2012

Informação